Register   |   Login



  

Newsletter

Subscrever Cancelar


Faixa WS ENplus Expon

O tão aguardado certificado de qualidade de pellets ENplus está finalmente em fase de implementação no mercado português. A ANPEB – Associação Nacional de Pellets Energéticos de Biomassa assumiu a responsabilidade da transposição para Portugal deste sistema de certificação ENplus, tendo assinado o acordo de licença e aplicação da marca ENplus com a AEBIOM – Associação Europeia de Biomassa e o EPC – Conselho Europeu de Pellets.

A certificação ENplus, de âmbito europeu e já utilizada na Alemanha, Áustria, Itália, Espanha, entre outros, era aguardada por todos os intervenientes do setor dos pellets, incluindo, como é óbvio, os próprios produtores, mas também os distribuidores de pellets, produtores e distribuidores de equipamentos de queima, assim como os instaladores. O sistema de certificação da qualidade ENplus permitirá o desenvolvimento de um mercado transparente, sólido e confiável, baseado na garantia de qualidade do combustível, sistema de transporte e logística e, numa fase posterior, na sustentabilidade da cadeia de produção.

Durante a sessão de trabalhos do dia 29 de Maio na Exponor, organizada pela ANPEB, foram debatidas as questões essenciais referentes ao sistema de certificação. Estiveram presentes na sessão de trabalhos vários representantes do setor nacional dos pellets, desde produtores até distribuidores de equipamentos, incluindo-se neste grupo, a totalidade dos associados da ANPEB.

Partindo dos requisitos de qualidade para os pellets, numa apresentação de Cláudia Mendes (CBE) e de esclarecimentos em torno da certificação dos pellets ENplus, pelo secretário da ANBEP, João Ferreira, foram apresentados os processos de certificação pelas duas entidades creditadas para o efeito SGS e APCER. Houve ainda tempo para algumas considerações técnicas acerca da combustão de pellets, promovida por Eduardo Ferreira, da ANPEB, assim como para uma apresentação dedicada à certificação florestal, proferida pelo consultor e prestador de serviços neste âmbito, Geovani de Alencastro.

O ponto alto do encontro foi a mesa redonda, mediada por José Carlos Teixeira do CEBIO, onde foram discutidos os critérios de sustentabilidade aplicáveis à indústria de pellets, questões concernes ao funcionamento do sistema de certificação e o panorama geral do mercado nacional dos pellets, na qual a participação dos convidados foi bastante profícua. Ficou patente a dificuldade em obter uma floresta portuguesa totalmente certificada, mas considerou-se que este tema é uma das condições essenciais para garantir a renovação do recurso (floresta), por uma gestão adequada das florestas, num momento em que se começa a sentir pressão sobre a utilização desse recuso para diversos fins.

 

capa_congresso3

Nos próximos dias 14 e 15 de Junho terá lugar na Escola de Engenharia da Universidade do Minho, Campus de Azurém, em Guimarães, o II CONGRESSO IBÉRICO DE BIOCOMBUSTÍVEIS SÓLIDOS. Organizado em conjunto pela Associação para a Promoção da Bioenergia - CeBio e pela Escola de Engenharia Florestal da Universidade de Vigo (Pontevedra), este evento vem na continuidade da sua primeira edição que se realizou no ano passado em Pontevedra. O seu objectivo é promover a partilha de experiências reais da aplicação de biomassa sólida em processos de aproveitamento energético tanto à escala industrial como no sector terciário de Portugal e Espanha.

Será apresentado um programa que inclui os seguintes temas principais: Recurso e logística, Tecnologias e aplicações, Culturas energéticas, Quadro legislativo e apoios e Aplicações comerciais. Tratando-se duma organização da associação Cebio, o evento incluirá também duas apresentações com referência aos sectores de biogás e biocombustíveis líquidos em Portugal.

O programa incluirá visitas a instalações industriais de produção de calor e produtos densificados (pellets).

Pretende-se dar continuidade a este evento de forma bianual de forma alternada em Portugal e Espanha, para que este Congresso sirva de estímulo e ponto de encontro entre ambos países no âmbito de aproveitamento de recursos renováveis.

No final do primeiro dia terá lugar a Assembleia Geral da Associação Cebio, aberta a todos os seus associados.

 

Dirigido a: Empresários, Consultores, Técnicos e Profissionais do sector, Professores, e estudantes universitários.
 

 

sem ttulo 

Realizou-se no período de 21 a 23 de Junho o 1º Congresso Ibérico dedicado aos Biocombustíveis Sólidos, na Escola de Engenharia Florestal localizado no Campus de Pontevedra, da Universidade de Vigo.

Durante os 3 dias de conferência abordou-se distintos temas relativamente a esta área e contou com a participação de cerca de 70 participantes espanhóis e 30 participantes portugueses.

O Primeiro dia foi dedicado à situação da biomassa em Portugal. Teve a participação de profissionais experientes na área empresarial, associativa e de investigação deste recurso. Como principais destaques, foi abordada: a quantificação de recursos de biomassa, casos práticos de utilização e investigações realizadas nesta área.

O Segundo dia de conferência dedicado à situação de Espanha, principalmente na Galiza, que teve como principal destaque a produção de biomassa a partir de culturas energéticas dedicadas. Foram também apresentados os equipamentos, custos de produção e alguns casos práticos de utilização de biomassa.

No Terceiro dia, e último, foram realizadas algumas visitas a empresas que utilizam biocombustíveis sólidos para produção de calor, electricidade e produção de pellets.

Esta conferência foi premiada com um intercâmbio de conhecimentos e oportunidades de negócio transfronteiriço, visando o reforço do mercado transnacional para a produção e utilização de recursos de biomassa. 

 

I Congresso Ibérico de Biocombustíveis Sólidos

Excuela de Ingenieria Forestal, Pontevedra, 21-23 de Junho 2010.

O Departamento de Engenharia Mecânica, através do CEBio organiza em parceria com a Escola de Engenharia Florestal da universidade de Vigo em Pontevedra, o I Congresso Ibérico de Biocombustíveis Sólidos. O evento decorre entre os dias 21 e 23 de Junho no campus de A Xunqueira em Pontevedra.

Folheto de Inscrição